Foto Brasinha Restaurações

Foto Brasinha Restaurações
Fazemos restaurações, lembrancinhas e muito mais...

Agroprata - Reportagem

Agroprata - Reportagem
Reportagem sobre as Lavouras do Rio sendo entrevistado a AGROPRATA do Rio da Prata - RJ - Brasil.... Foi feita pela equipe do Jornal Extra - Oeste

Pousada do Alecrim do Campo - Visconde de Máua

Pousada do Alecrim do Campo - Visconde de Máua
http://www.facebook.com/profile.php?id=100002124187007

IEQ Paciência

IEQ Paciência
Visitem e conheçam as nossas atividades através de nossas Redes sociais como: Facebook, Orkut, Blogspot, You tube... www.gcprio.blogspot.com

ENEM um passo ao futuro

ENEM um passo ao futuro

E! Online US - Top Stories

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

A INDISSOLÚVEL FAMÍLIA COMO ESTRUTURA SOCIAL HUMANA

O lar é parte do clã, este parte da tribo e esta, por sua vez, parte do povo/nação (Js. 7.16-18).

Quero apresentar o ensinamento bíblico sobre a origem e o propósito da família. A família é assunto de interesse geral, de cristãos e não cristãos, de religiosos e não religiosos. Trata-se de um projeto de Deus para os seres humanos. O livro de Gênesis traz Um breve e singelo relato de Como tudo isso começou e também revela o propósito do Deus para a família. Não existe prazo de validade para os princípios estabelecidos nessa narrativa e eles continuam valendo na atualidade.


O HOMEM E A MULHER E SEUS PRINCÍPIOS BÁSICOS
No relato da criação, ambos aparecem juntos, mostrando a igualdade ontológica do homem e da mulher. O texto de Gênesis 1.27 diz: "E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou". A palavra hebraica usada para "homem" aqui é Adam, que serve tanto para o nome do primeiro homem que Deus criou, como também para "homem" no sentido de representante do ser humano, semelhantemente à palavra grega anthropos. A expressão final, "macho e fêmea os criou", mostra que Adam, nesse versículo, diz respeito ao ser humano. Isso revela a igualdade de ambos, macho e fêmea, homem e mulher, como portadores da imagem de Deus; a diferença está na sexualidade (l Pe 3.7).
Ao reunir esse casal. Deus instituiu o que chamamos hoje de casamento.
Casamento é a mais fundamental de todas as relações sociais. Trata-se da união íntima e verdadeira entre duas pessoas de sexos opostos que manifestam publicamente o desejo de viverem juntas mediante um pacto solene e legal. Não existe no universo, entre os seres vivos inteligentes, uma intimidade maior do que a existe entre marido e mulher,exceto apenas entre as três Pessoas da Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo.
Deus estabeleceu a família para companheirismo mútuo e felicidade, para uma convivência amorosa. A declaração: "Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne".(Gn2.24), apresenta três princípios básicos sobre o casamento: monogamia (ICo 7.2), heterossexualidade (Gn 4.1,25) e Indissolubilidade (Mt 19.6).
Monogamia é o termo que diz respeito às sociedades que adotam o princípio do casamento de um homem com uma única mulher e vice-versa, conforme estabelecido pelo Criador.
Heterossexualidade é um dos propósitos divinos na criação do homem e da mulher é a procriação, visando a conservação dos seres humanos na terra:"(...) macho e fêmea os criou. E Deus abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra" (Gn 1.27,28). O relacionamento sexual aprovado na Bíblia é o de um homem e de uma mulher dentro do matrimônio.
Indissolubilidade é a natureza do casamento que vem desde a sua origem: "e serão ambos uma só carne"(v.24b).
O voto solene de fidelidade um ao outro "até que a morte os separe", que se ouve dos nubentes numa cerimônia de casamento, não é mera formalidade (Ml 2.14).
Obs: O casamento só termina pela morte de um dos cônjuges (Rm7.3), pela infidelidade conjugal (Mt5.32; 19.9) ou pela deserção por parte do cônjuge descrente (ICo 7.15).

Diante do exposto, entendemos que Deus criou o homem e a mulher para ser mutuamente dependentes, entretanto, cada um em sua particularidade para juntos, com os filhos, "a herança do Senhor", formarem um núcleo familiar. Essa é, então, a primeira estrutura social da humanidade.

O lar constitui-se de pai, mãe e filhos (Sl 128.1-4, a família nuclear.) Considerando que a base da economia do Antigo Israel era a agricultura e o pastoreio, a família nuclear com poucos membros via-se em dificuldade por falta de mão de obra é para o sustento da casa. Por isso, ela poderia se estender com parentes próximos - tios e primos - ou com duas ou mais gerações vivendo juntas. (Gn 24.67).

As casas descobertas pelos arqueólogos mostram que essa família ampliada era formada, em média, de 15 membros. Quando se tratava de famílias ricas, acrescentavam-se servos e estrangeiros, como no caso de Abraão (Gn 14.14),ou como previsto na legislação mosaica(Êx 23.12). Saul, por exemplo, aparece na Bíblia com a menção de seu pai, avô, bisavô, trisavô, e também da tribo (I Sm 9.1,2).

"Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma só carne" (Gn 2.24). O Senhor Jesus Cristo disse que essa passagem bíblica significa a indissolubilidade do casamento:"Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem"(Mt 19.5,6). É uma união íntima entre duas pessoas de sexos opostos que assumem publicamente o compromisso de viverem  juntas; é uma aliança solene, um pacto sagrado, legal e social".

O que se vê hoje é a tentativa de tornar o errado certo e o certo, errado (Is5.20). o mundo atualmente está invertendo os valores em busca do hedonismo, ou seja, a procura indiscriminada do prazer, gozo sensual, deleite sexual (I Jo2.16). Mas, Deus vai cobrar dessas pessoas ou autoridades uma prestação de contas de tudo isso(Is 10.1).

Responda:
O que aconteceu quando Deus criou o primeiro casal, Adão e Eva?
Qual a ideia de ajudadora "como diante dele"?
Quais os três princípios básicos de Gênesis 2.24?
O que visa a diferenciação dos sexos?
Onde encontramos no Novo Testamento a denúncia contra a inversão de valores?








quarta-feira, 21 de março de 2012

Foto Brasinha - 42 anos sem perder o foco